Páginas

terça-feira, 3 de abril de 2012

Quase um ano após o massacre de Realengo...

O Globo falou hoje sobre a proximidade de um ano da tragédia do colégio de Realengo, o Tasso da Silveira. Era 4 de maio de 2011, quase um mês depois do atirador entrar na escola, matar e ferir vários alunos onde ele havia estudado anos antes. Passei essa manhã e essa tarde num colégio muito amoroso de Cascadura, o CEAL que tinha adotado A ESCOLA QUE EU QUERO PRA MIM como projeto de 1º a 5º anos do Fundamental, nos dois turnos. Ganhei um "rap" lindo apresentado por eles e vi quanta paciência todos os alunos tiveram para ouvir um colega com dificuldades na fala - NINGUÉM INTERROMPEU a fala dele! No final, parabenizei a escola pelo trabalho REAL de acolhimento que proponho no livro. Quando terminamos a atividade, falei para Gabi (que era a divulgadora que me acompanhava nessa tarefa) - moro em Teresópolis, Realengo e Cascadura são logo ali de mineiro, uai...dá tempo de ir no Tasso da Silveira deixar um livro de presente pra eles? Gabi topou na hora, lá fomos nós...conheci a escola, que já estava sendo reformada, seu diretor Luiz e as coordenadoras. Deixei o livro lá, com dedicatória e esperança de que pudesse ser útil para balsamizar as feridas. Acredito firmemente que se trabalharmos desde bem cedo para cada criança se sentir feliz e segura dentro do ambiente escolar, menos bullying e menos situações como a da Tasso acontecerão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário!